28 julho

6 agosto

Plano Frontal

residencia de cinema

Residência Cinematográfica

Plano Frontal_Residência Cinematográfica vai ocorrer em Melgaço, de 28 de julho a 6 de agosto de 2023, no âmbito de MDOC - Festival Internacional de Documentário de Melgaço. O objetivo do projeto Plano Frontal é contribuir para um arquivo audiovisual sobre o património imaterial de Melgaço, dotar o Espaço Memória e Fronteira de obras audiovisuais que abordem a história da região, promover o filme documentário e o aparecimento de novas equipas técnicas e artísticas.

Quatro equipas formadas por quatro jovens realizadores, operadores de som e operadores de câmara, realizarão, durante uma semana, quatro documentários sobre temas locais que lhes serão propostos.

Plano Frontal tem como destinatários os alunos em final de curso que frequentem Escolas do Ensino Superior de Cinema e de Audiovisuais, ou que tenham concluído recentemente a sua formação. Os participantes serão selecionados através da análise de candidaturas, e serão orientados por Pedro Sena Nunes, realizador/tutor com larga experiência profissional e pedagógica. Todo o trabalho será enquadrado e apoiado por uma equipa de produção formada por Rui Ramos e João Gigante e por uma equipa técnica formada por Daniel Deira e Miguel Arieira, a coordenação geral é de Carlos Eduardo Viana.

Dirige-se a todos os que procuram viver uma experiência cinematográfica única, cujo objetivo é produzir um documentário e participar nas atividades do festival. A organização garantirá alojamento e alimentação, de 29 de julho a 07 de agosto, e providenciará apoio logístico para as equipas se deslocarem aos locais de rodagem. Cada elemento selecionado terá de garantir as suas viagens até Melgaço, chegada e partida.

Consulte o Regulamento do Plano Frontal_Residência Cinematográfica, preencha e envie a sua candidatura, até ao dia 30 de Junho de 2023.

A participação é gratuita.

Regulamento . Residência Cinematográfica
Ficha de Inscrição

Formador

pedro sena nunes

Pedro Sena Nunes

Realizador / Tutor

Realizador, programador cultural e professor na área da criação artística, cinema documental e cinema experimental. Realizou diversos filmes com apoio do ICA/RTP - documentários, ficções e spots publicitários. Desenvolveu projetos fotográficos de autor. Co-diretor artístico da Vo'Arte, co-fundador da Companhia Teatro Meridional, é consultor e coordenador de diversos projetos culturais nacionais e internacionais. Integrou as equipas dos projectos europeus Fragile, Unlimited e European Video Dance Heritage (EVDH). Co-dirige os Festivais Internacionais InShadow, InArt e InMotion nas áreas do cinema, fotografia, dança e performance, e é programador dos Olhares Frontais, projeto que integra os Encontros de Cinema de Viana, há 20 anos, onde coordena também o projecto Histórias da Praça. Colaborou no desenho do Festival Filmes do Homem, atual MDOC, onde é responsável pela Residência Plano Frontal. O seu projeto artístico centra-se cada vez mais numa prática com dimensão social através do cruzamento de todos com todos, intérpretes com multi-defiência e artistas profissionais. Há 27 anos que se dedica intensamente à área pedagógica, dirigindo laboratórios dedicados à experimentação e inovação, tanto documental, como ficcional. Leciona nas áreas de realização cinematográfica, narrativas transdisciplinares e relação da performance com as tecnologias na ESTAL, IPA, SOU e EscreverEscrever. No Mestrado de Cinema Documental da ESMAD (Porto) leciona há 12 anos e é coordenador pedagógico na ETIC há 18 anos, escola onde foi diretor criativo, e colaborou na implementação dos novos cursos HND certificados pela maior entidade educativa: Pearson. Orquestrador e encenador de diversos projetos teatrais, coreográficos e performativos, foi inúmeras vezes premiado pelos seus trabalhos cinematográficos, fotográficos e transdisciplinares em Portugal e no estrangeiro. Co-criou o projeto Geração Soma, apoiado pelo Programa PARTIS - Integração social através das práticas artísticas, da Fundação Calouste Gulbenkian. Atualmente é doutorando na Universidade de Lisboa (UL) em artes performativas e imagem em movimento, é também investigador do CLEPUL-GECAPA nas áreas experimentais de cruzamento entre corpo e imagem. Terminou o seu último filme "Quatro Estações e Outono" e prepara “Um mar de céu”.