/Oficina.02

02 a 05 Agosto

Museu de Cinema de Melgaço
abi feijó

Oficina de cinema de animação

A maior lição do mundo

A Maior Lição do Mundo é um projeto da UNICEF, onde foram definidos 17 objetivos com vista a um Desenvolvimento Sustentável a atingir até 2030. Com este projeto pretende-se sensibilizar os participantes para estes problemas cruciais que a humanidade enfrenta.


Objetivos

Refletir sobre estes grandes objetivos, mais em particular sobre a Igualdade de Género e criar um pequeno filme de animação com cerca de 2 minutos de duração.

Público-Alvo

12 jovens dos 10 aos 16 anos

Calendarização

Dias 2, 3, 4 e 5 de agosto de 2021
Horário:
Dias 2, 3 e 4 - das 9:30h às 12:30h e das 14:00h às 18:00h
Dia 5 - das 9:30h às 12:30h

Inscrições

Participação gratuita, sujeita a inscrição prévia.

Ficha de Inscrição

Metodologia

  • Introdução ao tema
  • Projeção de alguns filmes de animação realizados em situações semelhantes
  • Definição das ideias e construção de uma narrativa
  • Realização de um storyboard
  • Escolha da técnica a utilizar
  • Visualização de alguns filmes que utilizem a técnica escolhida
  • Distribuição de tarefas
  • Execução dos personagens, cenários e adereços
  • Filmagens / Animação
  • Sonorização e gravação da música
Abi Feijó

Formador

Abi Feijó

Realizador, Produtor, Professor de Cinema de Animação e Diretor da Casa Museu de Vilar. Licenciatura nas Belas Artes do Porto (1980). Estágio no National Film Board do Canadá (1985), onde realiza o seu primeiro filme. Funda a Filmógrafo (1987), a Casa da Animação (2001), a Ciclope Filmes (2002) e a Quinta Imagem (2012). Como Realizador, assina os filmes: Oh que Calma (1985), A Noite saiu à Rua (1987), Os Salteadores (1993), Fado Lusitano (1995), Clandestino (2000) e Nossa Senhora da Apresentação (2015) entre outros, com os quais recebe mais de 40 prémios e menções. Exerce ainda funções de Produtor (desde 1997): A Noite (1999), História Trágica com Final Feliz (2005) e Kali o Pequeno Vampiro (2012) de Regina Pessoa, Amélia & Duarte (2015) de Alice Guimarães e Mónica Santos. Os filmes produzidos receberam cerca de 95 prémios e menções. Orienta vários workshops de Cinema de Animação em Portugal, Espanha, França, Itália, Israel, Escócia, Polónia, Brasil, México, Líbano e China, sobretudo com crianças (desde 1985) e jovens. Foi Professor na Universidade Católica do Porto (1999-2001), na ESAP (2002-2016), Na Tainan National University of the Arts (Taiwan) (2006-2009), na ESAG de Guimarães (desde 2009) e na Universidade do Algarve (2012-13), Na BAU – Centro Universitário de Diseño de Barcelona (2015-2017). Desempenhou ainda as funções de Presidente da ASIFA - Associação Internacional do Filme de Animação (2000-2002) e de Vice Presidente do ASIFA Workshop Group (1995-2001). Co-autor do manual interactivo Teaching With Animation (www.animwork.dk/twa). Produziu as curtas metragens de Animação: Tio Tomás e a Contabilidade dos Dias de Regina Pessoa, em co-produção com o ONF/NFB do Canadá e com Les Armateurs (França) e ainda Ride de Paul Bush, uma co-produção com a Ancient Mariner, Reino Unido. Em 2019 foi convidado a integrar a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas norte-americana qua atribui os Óscares. Presentemente dirige a Casa Museu de Vilar - a Imagem em Movimento (desde 2014).